Buscar
  • Dr. Gyoguevara

Luxação recidivante do ombro

Atualizado: Mai 30

Pacientes que apresentam repetidos episódios de luxação tem grande chance de ter rotura do lábio glenoidal, ligamentos e, até mesmo, defeito ósseo na glenóide/cabeça umeral.


✅ Posso tratar sem cirurgia?


Sim. Após a luxação traumática, a fisioterapia pode ser optada para controle da dor, restaurar a amplitude do movimento e reforço muscular do ombro (1). Entretanto, para restaurar a estabilidade do ombro é necessário correção cirúrgica dos defeitos citados, especialmente em pacientes jovens.

Cada caso deve ser avaliado individualmente! Inclusive a cirurgia pode ser indicada no primeiro episódio de luxação (discutiremos mais na próxima postagem).


✅ Qual o objetivo da cirurgia?


A cirurgia é realizada para tornar o ombro mais ESTÁVEL, evitando novos episódios de deslocamentos / luxações e, por consequência, evitar o “desgaste" da articulação. Portanto, o principal objetivo da cirurgia é evitar surgimento artrose no ombro.


✅ Evidência na literatura médica


Hovelius et al.(2, 3, 4) publicaram uma série de três artigos relevantes sobre esse tema. No grupo que evoluiu com instabilidade, 29% desenvolveram artrose leve, 9% com artrose moderada e 17% com artrose grave. Em contrapartida 18% dos pacientes, que tiveram apenas um episódio de luxação, evoluíram com artrose moderada a grave.

É importante ressaltar que mesmo os pacientes que sofreram apenas um episódio de luxação também apresentam riscos para desenvolver artrose.



#Gyoguevara #ombroecotovelo #Artroscopia #ombro #ArtroscopiaDoOmbro #Luxação #LuxaçãoDoOmbro #DeslocamentoDoOmbro #Ortopedia #MedicinaEsportiva #MedicinaDoEsporte #Lesões #cirurgiadoombroecotovelo #clinicasclivale #clinicauort #hospitalprohope

3 visualizações

© 2020 by Gyoguevara Patriota
Todos os Direitos Reservados